sábado, 25 de junho de 2016

ESTIVE EQUIVOCADO

"Confessar que você estava equivocado ontem, é tão-somente reconhecer que você está um pouco mais sábio hoje; e ao invés disso ser um reflexo em seu detrimento, é antes uma honra e evidência de que você está se aprimorando no conhecimento da verdade." ‪#‎CHSpurgeon‬ ‪#‎Eleição‬

sexta-feira, 24 de junho de 2016

NÃO JULGUEIS - mimimizeiros

"NÃO JULGUEIS" já ouviu os "mimizeiros" e fãs de hereges utilizando esse texto numa tentativa malfadada de parecerem bíblicos?
Pois bem, vamos entender melhor isto com ninguém menos que ‪#‎JohnStott em ‪#‎ContraculturaCristã‬
"[...] 'não julgar' não pode ser entendida como uma ordem para suspendermos nossa faculdade crítica em relação a outras pessoas, ou fechar os olhos diante de suas faltas fingindo não percebê-las, ou nos abstermos de toda crítica, recusando-nos a discernir entre a verdade e o erro, entre o bem e o mal. [...] esta mesma ordem de não 'julgar' os outros é seguida quase imediatamente por duas outras ordens: evitar dar 'o que é santo' aos cães, ou pérolas aos porcos (v. 6), e acautelar-se dos falsos profetas (v. 15). Seria impossível obedecer a estas ordens sem usar nossa capacidade de julgamento, pois, para determinar o nosso comportamento em relação aos 'cães', 'porcos' e 'falsos profetas', primeiro precisamos ter capacidade de reconhecê-los e, para isso, precisamos de algum discernimento."

quinta-feira, 23 de junho de 2016

SE EU FOSSE INVENTAR UMA RELIGIÃO

"SE EU FOSSE INVENTAR UMA RELIGIÃO com o objetivo de arrebanhar um grande número de seguidores, diria assim: 'Quem abraçar minha religião poderá viver da maneira que bem entender. Ela fará você feliz, vai curar suas doenças e lhe dar um novo emprego. Nela, o homem pode ter quantas mulheres desejar, e a mulher, quantos maridos quiser. Minha religião não meche com a vida das pessoas. Venha como está, porque Deus aceitará você de qualquer jeito'. Eu inventaria uma religião dessa, porque estaria assim pregando o que as pessoas gostam de ouvir."
Esta religião NÃO é o CRISTIANISMO!
Essa pregação NÃO é o EVANGELHO!
"O centro do evangelho é Deus, não o ser humano. Nosso alvo na igreja, portanto, não é agradar às pessoas, mas dizer-lhes a verdade, ainda que isso por vezes as desagrade, aborreça ou mesmo seja algo com que elas não concordem. [...] O evangelho diz respeito a Deus em primeiro lugar. A nossa felicidade, a nossa satisfação, vem a reboque; é subproduto, não o alvo principal." ‪#‎AugustusNicodemus‬

quarta-feira, 22 de junho de 2016

GRATUITAMENTE DE GRAÇA - Amo essa redundância!

"sendo justificados gratuitamente por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus," Romanos 3.24
"Nas escrituras, a justificação é o contrário da condenação. É a declaração que diz que o pecador que crê é justo, e isso devido à retidão imputada de Cristo, o 'dom da justiça' [...]. Agora a justiça de Cristo é legalmente considerada como possessão do pecador crente. A justificação é algo final e irreversível (Rm 8.1,33-34). Está alicerçada sobre a obediência da vida inteira de Cristo, na qual ele cumpriu os preceitos de Deus por nós, e em sua morte na cruz, quando pagou a pena do julgamento divino que era contra nós. Os crentes compartilham atualmente da posição justa, tanto quanto a do Cristo ressurreto, com quem eles estão unidos desde agora e para sempre. (II Co 5.21)" ‪#‎RCSproul‬

terça-feira, 21 de junho de 2016

A IRA E A SOBERANIA DE DEUS


Se há algo difícil que esta  geração de cristãos mimados, que creem num evangelho de facilidades e uma “vida cristã” alienada da vida de Cristo entendam, é a ira de Deus. A possibilidade de imaginar um Deus que se ira esta além da capacidade intelectual desta pseudo prole de crentes amamentados por uma rasa teologia dos guetos pentecostais e principalmente neopentecostais. Ira nos sugere descontrole, e não podemos imaginar Deus em pleno descontrole.
Ocorre que ele se ira, que manifesta sua ira, e ela nada tem a ver com descontrole emocional. Em Romanos, Paulo deixa evidente ”a ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça” (1.18 KJV). Ira que se manifestou no passado, manifesta-se hoje e manifestar-se-á em sua plenitude num futuro próximo como predito. Muitos creem em um Deus irado no Velho Testamento e amável no Novo Testamento; a grande verdade é que em todos os tempos Ele tem manifestado tanto sua ira quanto seu amor e sua graça. Se olharmos com cuidado e atenção para a Bíblia, veremos esta verdade evidente desde o fiat lux do Gênesis até Apocalipse.
Parece-nos que há uma tentativa da parte dos muitos que engrossam as fileiras dos ignorantes acerca das verdades da palavra de Deus, em defendê-lo e a sua honra no que tange a ira. Não conseguem admitir que atrocidades, assassinatos, estupros, mortes por acidentes, catástrofes climáticas de proporções estratosféricas que dizimam milhares de pessoas, homicídios, infanticícios, suicídios e inclusive a condenação de muitos ao fogo eterno sejam todos predicados do Eterno, que todas estas situações estejam debaixo da Soberana vontade dEle. Para estes, o mal do mundo tem que estar nos ambros do diabo ou das escolhas do homem! Não da pra entender que TUDO que acontece é permissão do Soberano Senhor, Rei, Criador e Controlador de TUDO e TODOS!
Lutero já dizia que “O Diabo é o diabo de Deus.”, sugerindo literalmente que ele está sob o total controle do Senhor. Senão vejamos o livro de Jó, além de outras inúmeras passagens bíblicas que deixam evidente esta afirmativa.  A verdade é que TODAS as coisas estão no controle dEle, TUDO foi feito por meio dEle. Paulo enfatiza que “dEle, por Ele e para Ele são TODAS as coisas” sejam elas boas e ruins, perfeitas e imperfeitas (aos nossos olhos). Como disse Jó “[…] Ele é ele! Quem poderá fazer-lhe oposição? Ele faz o que quer. (Jó 23:13 NVI) em matéria de capa a Revista Ultimato em sua edição 308 diz que ”Mesmo tendo qualidades éticas fora do comum, mesmo esmagado por toda sorte de sofrimento e mesmo sem entender a gritante desarmonia entre o amor e o poder de Deus e seu sofrimento, o homem da terra de Uz tinha uma noção muito clara e abençoadora da soberania de Deus.”
Por fim, creia você ou não, aceite ou não, acredite ou não, Ele é Soberano! É isto que soberania significa: Ele tem o controle de TUDO. Nada acontece se ele não quiser. Cresça! Pare de acreditar neste evangelho holiwoodiano, nestas historinhas gospeis cheias de finais felizes onde Deus dá ao homem tudo o que ele quer, realiza todos os seus desejos. Nem sempre a cura do câncer vem, nem sempre morremos dormindo, nem sempre nossos filhos morrem depois de nós, nem sempre temos TUDO o que precisamos, a vida não é um mar de rosas, mas ELE continua sendo DEUS!


 Jean Rodrigo Batista